03 agosto, 2009

Sinfonias...


São como bolas de sabão 
Imensamente dispersas  
Nunca colidem  
Fazem bater o coração 
Ostentam promessas  
Nunca desiludem  
Ilusões de que me fiz poeta 
Amanhece quando o sol se deita 

MariaPapoyla

1 comentário:

Silvy disse...

Bela sinfonia que escreveste :)
Beijinho