03 julho, 2009

Há dias...


 ...em que me apetece escrever, mais do que fazer qualquer outra coisa.

Escrever só por escrever, escrever porque preciso, porque me moem os sentimentos, porque me assalta esta vontade de deitar tudo cá para fora.

Porque há coisas que não podem ser ditas de outra forma quando se ama, quando se odeia, quando o coração é maior que a própria alma, as lágrimas inundam o meu ser e teimam em não sair.

Quando o sorriso é tão grande que não cabe no corpo, quando a vontade de rir ensurdece o mundo.

Por isso escrevo, torno-me mais leve, e tornando-me mais leve, assim perduro... até novo alvoroço.

MariaPapoyla 

1 comentário:

Silvy disse...

autentico, simples e ao mesmo tempo desenvolvido..é assim que classifico este teu belo poema(?)...o modo indirecto como relatas as coisas evidenciam um estilo muito próprio e dotado de magia...gostei mesmo mesmo mesmo muito :)
Bjs